Opções de Tratamento

Se você foi diagnosticado com câncer de pâncreas, seus médicos discutirão as opções de tratamento disponíveis. Aqui estão algumas das opções comuns de tratamento e perguntas a serem feitas ao seu médico antes de iniciar o tratamento. Dependendo do estágio do câncer de pâncreas, as opções de tratamento podem incluir:

Cirurgia

Cirurgia potencialmente curativa:

  • Se detectado em estágios iniciais, o câncer de pâncreas pode ser tratado por ressecção cirúrgica, o que implica a remoção cirúrgica do câncer. Infelizmente, menos de 1 em cada 5 pacientes têm câncer de pâncreas confinado ao pâncreas no momento do diagnóstico e são candidatos à ressecção cirúrgica. 
  • Um procedimento de Whipple, ou pancreaticoduodenectomia, é o procedimento cirúrgico mais comum para remover o câncer no pâncreas. Durante esse procedimento, a cabeça do pâncreas é removida, juntamente com estruturas próximas, como parte do intestino delgado, parte do ducto biliar, vesícula biliar, linfonodos próximos ao pâncreas e, às vezes, parte do estômago. O ducto biliar e o pâncreas restantes são anexados ao intestino delgado para que as enzimas biliar e digestiva possam entrar no intestino delgado. Os pedaços do intestino delgado (ou do estômago e intestino delgado) são então recolocados também para que os alimentos possam passar pelo trato digestivo. 

Cirurgia Paliativa:

  • A cirurgia paliativa pode ser realizada se os testes indicarem que o câncer é muito disseminado para ser completamente removido. Esta cirurgia é realizada para ajudar a aliviar os sintomas ou para prevenir certas complicações, como ducto biliar ou intestino bloqueado. A cirurgia paliativa não se destina a curar o câncer, mas ajuda a melhorar a qualidade de vida do paciente, ajudando a controlar sintomas e complicações.

Quimioterapia e Radiação

A terapia neoadjuvante (quimioterapia e radiação) é o tratamento fornecido antes da terapia primária. A quimioterapia neoadjuvante pode ser realizada para ajudar a encolher um tumor que é inoperável em seu estado atual, para que possa ser removido cirurgicamente.

Educação do paciente: stents metálicos biliares e ablação por radiofreqüência (RFA)

O stent metálico WallFlexTM Biliar RX é aprovado pela FDA para uso no tratamento de estenoses biliares (estreitamento anormal do ducto biliar) produzido por neoplasias malignas (células cancerígenas) e alívio da obstrução biliar maligna (bloqueio) antes da cirurgia. Os stents metálicos WallFlex Biliary RX podem ser uma opção para pacientes com câncer de pâncreas candidatos a tratamento para ajudar a aliviar a obstrução biliar maligna enquanto recebem quimioterapia neoadjuvante em preparação para a cirurgia. Além disso, a terapia RFA pode ser usada com stent para realizar drenagem biliar endoscópica ou descompressão (abertura do ducto) para alívio dos sintomas e pode prolongar a permeabilidade (obstrução) do stent.1

 

 

 

1. Liang, H. et al., “Stent metálico com ou sem Ablação por Radiofrequência Endobiliária para Colangiocarcinoma Extra-Hepático Irressecável”, Journal of Cancer Therapy, outubro de 2017

Topo (Inicio)