GreenLight XPS™

Sistema de Terapia a Laser

Uma abordagem sistemática para vaporização
Uma abordagem sistemática para vaporização

Seguro, efetivo e eficiente.

Escolha #1 dos urologistas no mundo para tratamento da hiperplasia prostática (HPB) a laser com mais de 9000.000 pacientes tratados.¹

A terapia com laser GreenLight™ combina um comprimento de onda ótimo de 532nm com a tecnologia avançada de laser resultando em um tratamento seguro, efetivo e eficiente da HPB ² e é apropriada para todos os tipos de pacientes, independente de outras comorbidades.

Explore

Detalhes do Produto

Potente:
180 watts de potência máxima permite a eficiência do raio laser.

Inteligente:
O sistema automático FiberLife™ de segurança ajuda a detectar condições como calor excessivo antes de danificar a fibra.

Responsivo:
A função do controle hemostático TruCoag™ usa luz pulsante para cauterizar vasos rompidos, reduzindo a hemorragia rapidamente e em várias situações6

Eficiente:
A MoXy™ Liquid Cooled Fiber com a tecnologia Active Cooling Cap™ permite o fluxo da solução fisiológica por cima e ao redor da fibra para ajudar a minimizar a perda da potência a partir da degradação da ponta da fibra.

O comprimento de onda é muito importante
O comprimento de onda é um fator primário influenciando a eficiência procedural e os desfechos clínicos.

A física do laser e a eficiência procedural
Em comparação com outros lasers para aplicações urológicas, a terapia com laser GreenLight com comprimento de onda de 532nm é absorvida com muita seletividade na hemoglobina do tecido e não é impedida pelo irrgante procedural. Essas propriedades únicas permitem que o Laser GreenLight vaporize o tecido prostático rapidamente.

Seleção do Paciente:
A maioria dos pacientes com hiperplasia prostática benigna (HPB) moderada a grave são candidatos à Terapia a Laser Greenlight™ para urologistas com a devida experiência.

Os primeiros casos são melhor realizados em pacientes com glândulas de aproximadamente 50 cc e com componente do lombo mediano. Mínimo.

Tratamento do Paciente:
A cistoscopia flexível e ultrassonografia transretal (TRUS – acrônimo em inglês para Transrectal Ultrasound) sõ altamente encorajadas. Elas ajudam no planejamento cirúrgico determinando se existe  um lobo mediano anormalmente grande presente e permitindo o reconhecimento mais fácil de cápsula de forma intraoperatória, bem como o aconselhamento do paciente, ajudando a excluir outras patologias. As diretrizes da American Urological Association (AUA) também recomendam: escore de sintoma da AUA (acrônimo em inglês para Prostate-Specific Antigen- Antígeno Prostático Específic) quando for apropriado, taxa de fluxo e resíduos pós miccional. As urodinâmicas formais são ideais, porém úteis somente em casos selecionados.

Preparação do Centro Cirúrgico:

  • Antiobiótico de largo espectro• Profilaxia da TVP
  • Supositório B & O Supprettes™ (B & O 16ª) no momento do preparo cirúrgico
  • Realizar anticoagulação quando for seguro e em consulta com cardiologista

Equipamentos do centro cirúrgico e anestesia:

  • Prefere-se anestesia geral com máscara laríngea, mas a espinhal também pode ser utilizada.
  • Cadeira rolante confortável com braços para realizar o procedimento sentado.
  • Cistoscópio de fluxo contínuo (23-24,5F) com ponte laser para Fibra Refrigerada por Líquido Moxy™ , e obturador visual para evitar trauma na mucosa na inserção do cistoscópio.
  • Um ressetoscópio de fluxo contínuo (26/28F) com uma ponte laser separada para Fibra Moxy pode ser útil em glândulas maiores.
  • Recomenda-se câmera HD dedicada para urologia (do tipo pêndulo)• Prefere-se o filtro de câmera ou telescópio de 30 graus com sistema Greenlight integrado
  • Duas a quatro bolsas de 3 litros de solução salina normal com tubo de irrigação grande.
  • Bolsa adicional de 1 litro de solução salina para irrigação da Fibra Mocy; assegure-se de que ela esteja conectada utilizando o tubo e irrigação IV antes da inserção da fibra no cistoscópio.

Fundamentos da Terapia a Laser Greenlight™

  • Distância da fibra ao tecido: o ideal é 1-3mm longe do tecido, mas sem contato com o tecido. A ponta da fibra Mocy possui 2,1 mm e propicia uma boa medida para ajudar a determinar a distância adequada da fibra ao tecido.
  • Velocidade de varredura: ajustar a velocidade de varredura para maximizar a eficácia da vaporização. A chave é aquecer o tecido a 100 Graus Celsius para que ocorra a vaporização.
  • Arco de varredura: o ideal é 30 Graus.
  • Configurações de potência: comece baixo e aumente para manter vaporização máxima enquanto mantém a visibilidade
  • Minimize o número de vezes que a bexiga é drenada durante o procedimento, uma vez que isto pode resultar em sangramento in desejado devido à redução de pressão dentro da bexiga.

Manejo e capacidade de manobra de cistoscópio:
Isto é importante e difere um pouco da ressecção transuretral da próstata (RTUP)

  • Gire a fibra conforme descrito na seção Fundamentos com a mão dominante.
  • Segure o cistoscópio(e não a câmera) com a mão não dominante
  • Mova as duas mãos juntas e gire o cistoscópio, como se faz na RTUP, para tratar cicunferencialmente a próstata.

Informações para pedido do Sling Advance XP

  Número do produto
Kit de Sling Masculino Advance XP (EUA) 720163-01

Referências

Topo (Inicio)