Causas e Fatores de Risco

Como a aterosclerose, a doença arterial periférica (DAP) ocorre quando as artérias se estreitam em decorrência da formação de placas, — incluindo colesterol, depósitos de gordura, cálcio e outras substâncias no sangue. Artérias bloqueadas podem impedir que sangue rico em oxigênio chegue nos músculos quando eles mais precisam. A falta de oxigênio causa dor. A doença arterial periférica pode aumentar seu risco de sofrer um ataque cardíaco e um derrame. Mas a boa notícia é que a doença arterial periférica pode ser facilmente diagnosticada e é tratável.

  Geralmente, a doença arterial periférica também é afetada pelos seguintes fatores de risco. Quanto mais fatores de risco você tiver, maior serão suas chances de desenvolver um bloqueio arterial.

  • Ingestão de alimentos gordurosos
  • Falta de exercícios
  • Tabagismo
  • Stress
  • Excesso de peso

 

Existem também alguns fatores de risco que não podem ser evitados, tais como menopausa, envelhecimento ou um histórico familiar de doença cardíaca. Além disso, os homens têm um risco maior de doença arterial periférica do que as mulheres.

Pessoas com doença arterial periférica podem ter um risco seis a sete vezes maior de ataque cardíaco ou derrame. Cerca de um terço dos pacientes com doença arterial periférica que sofrem um ataque cardíaco ou um derrame morre dele. Também, se a doença arterial periférica não for tratada, os sintomas podem piorar. Pode ficar muito difícil e doloroso andar por aí. Uma doença arterial periférica severa pode até causar infecções sérias que podem resultar na perda de um membro (amputação). Se você acredita que está sob risco, fale com seu médico.

Se você tiver sintomas ou achar que está sob risco de ter uma doença arterial periférica, peça a seu médico para fazer os exames adequados. Os exames para doença arterial periférica são rápidos e indolores — como uma simples medição de pressão arterial.

Topo (Inicio)