Tratamento

Atualmente, não existe cura para a distonia, mas existem muitos tratamentos disponíveis que podem oferecer alívio dos sintomas. A seleção do tratamento varia de paciente para paciente e depende do tipo e da gravidade da distonia. As opções típicas de tratamento incluem terapia medicamentosa, injeções de toxina botulínica e cirurgia. A Estimulação Cerebral Profunda (DBS) é usada para tratar pessoas com distonia primária e secundária não controlada, de maneira adequada, com medicamentos. 

Cérebro Cérebro

Procedimento de Estimulação Cerebral Profunda

O procedimento de estimulação cerebral profunda inclui um dispositivo médico que envia sinais para o cérebro. Esses sinais ajudam a controlar as funções motoras que são afetadas pelos sintomas de distúrbio do movimento, tais como tremores, lentidão e rigidez. 

O médico coloca no cérebro um ou dois fios isolados, chamados de eletrodos. Em seguida, os eletrodos são conectados ao estimulador (semelhante a um marcapasso), que é normalmente colocado sob a pele no peito. O dispositivo produz impulsos elétricos leves que estimulam uma região específica do cérebro. Esse procedimento pode ajudar a regular os sinais no cérebro, resultando na melhora dos sintomas da distonia. Apesar da estimulação cerebral profunda não ser uma cura, ela pode ajudar a melhorar as experiências diárias dos pacientes e sua qualidade de vida.

Topo (Inicio)